Linha de Fuga
é um
laboratório
e um
festival de artes performativas

O que fazemos

Linha de Fuga – associação cultural foi fundada em Novembro de 2018, ao mesmo tempo que realizava a primeira edição do laboratório de criação e festival internacional Linha de Fuga.

Sediada em Coimbra, é uma estrutura de programação e difusão artística que pretende ser um agente activo no desenvolvimento de discursos críticos entre arte, cultura, política, educação e sociedade em conjunto com vários agentes locais e internacionais.

Com a vontade de estimular a cidade e a região, sensibilizar  a  comunidade,  instituições e públicos  para  uma  aproximação à dança contemporânea e outras áreas artísticas, Linha de Fuga quer quebrar barreiras entre arte e conhecimento, numa produção e programação de linguagens artísticas experimentais, procurando a descentralização da oferta cultural para além dos grandes centros urbanos.

É uma associação cujos passos são dados experimentando formatos de produção, criação, investigação, formação e programação partindo dos contextos locais, mas sempre com uma perspectiva internacional. A sua principal atividade é o Laboratório de Criação e Festival Internacional Linha de Fuga que se realiza com uma cadência bienal, de forma a aprofundar as relações que se estabelecem com os artistas que aí experimentam os seus processos.

Acreditamos que a produção artística necessita de tempo, espaço para experimentar e falhar, aprofundamento das relações que promove e assumimos a postura política de que a sociedade deve produzir menos para viver melhor.

quem somos

Poeta, Performer

Poeta, performer, cronista e editor, é arqueólogo de formação. Tem cinco livros publicados e crónicas em vários jornais e revistas. Autor do folhetim «Mosto» e a Revista ANARKITEKTURA #1, duas edições independentes sediadas em Coimbra. Integra a Rádio Universidade de Coimbra, onde trabalha em programas sobre literatura, poesia e arte.

ILUSTRADORA, EDITORA

Designer gráfica e ilustradora. Estudou ilustração em Estocolmo, na Konstfack University College of Arts, Crafts and Design. Ilustrou, Negrume, Poesia de Luís de Camões para Todos, A Cadeira que Queria Ser Sofá (Prémio Nacional de Ilustração em 2012), O Carnaval dos Animais (selecionado pelo júri do prémio TITAN Illustration in Design), Que Luz Estarias a Ler?, Poemas do Conta-Gotas e Clube Mediterrâneo. Fundou a Xerefé, editora de livros ilustrados.

produtora, programadora, formadora

Ana Jaleco é produtora cultural. Colabora com várias associações e cooperativas culturais, em projectos de redinamização social e cultural, em processos de requalificação urbana. Foi produtora executiva, programadora, coordenadora de actividades, comunicação e divulgação do festival Bairro Intendente em Festa. Foi directora executiva da intervenção artística no Metropolitano de Lisboa. Integra a equipa de produção da Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra.

curadora, produtora e investigadora de artes performativas

É curadora, produtora e investigadora de artes performativas. Depois de 10 anos na direção de alkantara, torna-se curadora em vários projetos em Espanha, Brasil e Chile. Em Portugal, em 2018, assina a curadoria do Festival Verão Azul, no Algarve e em Coimbra o projeto Linha de Fuga. Tem escrito artigos e efetuado vários seminários sobre o mercado das artes performativas e desenvolve distintos projetos de assessoria artística e apoio dramaturgista a artistas e organizações artísticas entre Europa e América do Sul.

programadora de IT

Estudante de arquitetura, músico

De Águeda. E a estudar Arquitetura na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Entre uma e outra coisa – a música, sob o pseudónimo sussurro.

MÉDICA

consultora de comunicação

Consultora de comunicação na Ideias Concertadas, agência de comunicação.
A sua área de formação é a Gestão Cultural. Iniciou a sua atividade n’A Escola da Noite em 1994, onde foi responsável pela comunicação e angariação de apoios/mecenato até 2011. Enquanto membro da direção da Pro Urbe – Associação Cívica de Coimbra, foi responsável pelo acompanhamento de projetos como Relvinha.CbrX e “Vamos falar de habitação?”. Desenvolve a comunicação da Bienal Ano Zero e de Linha de Fuga, em Coimbra.

psicóloga

técnico de comunicação

Nasceu em Março de 1964. Vive  em Coimbra. Trabalha em marketing e comunicação.  Tem desde 1994 colaborado episodicamente na produção de eventos culturais. Fotógrafo amador. “Espectador da cidade” nas suas várias vertentes, sendo que a cultural é uma delas.

filósofo, curador de artes visuais

designer, académica

É Professora de design na Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior, directora do Mestrado em Design Multimédia e investigadora no LABCOM-Comunicação e Artes.Doutorada pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa com tese sobre os contributos de Vilém Flusser para uma teoria do design de comunicação numa sociedade mediada pelas tecnologias. Investiga e publica sobre teoria no design de comunicação, sua mediação e dimensão política.

Alexandre Valinho

Ana Biscaia

Ana Jaleco

Catarina Saraiva

Conceição Saraiva

Diogo Simões

Fátima Guedes

Isabel Campante

Laura Seco

Miguel Côrte Real

Paulo Amaral

Sara Velez