notícias

Lab in Fest

Dança no Linha de Fuga

Aproximamo-nos do final da primeira edição do Linha de Fuga onde destacamos os espetáculos de Federica Folco (UY) e Thomas Hauert (CH/BE)  nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, no Teatro da Cerca de São Bernardo e na Antiga Igreja do Convento São Francisco, respetivamente.

 

dança
FUÁ / LA LENGUA DE NUESTRAS POSIBILIDADES
Teatro da Cerca de São Bernardo
30 de novembro, sexta-feira, 21h30
50′ | M/6 | Entrada livre

dança
(sweet) (bitter)
Antiga Igreja do Convento São Francisco
1 de dezembro, sábado, 21h30
40′ | M/6 | 5€ – comprar bilhetes

© Filip Vanzieleghem

 

LAB IN FEST

 

 

Lab in Fest

 

1 de dezembro, sábado

11h00 Nóra Barga (HU) :: Depois do Fim Antes do Começo
Ponto de encontro: entrada principal do Jardim da Sereia

12h00  Bruno Caracol (PT) :: O enxame e a multidão
Ponto de encontro: Colégio S. Teotónio (partida às 11h40 desde a Praça da República)

15h00  Sara Jaleco e Etienne Gentil (PT/FR) :: TransHumÂncia
Ponto de encontro: Antigo Grémio Operário
Rua da Ilha, 12

16h00 Sílvia Pinto Coelho (PT) :: Capricho #2 | Composition in Retrospect
Antigo Grémio Operário

16h45  Asli Bostanci (TR) :: Vaikhari
Antigo Grémio Operário

17h30  Mish Grigor (AU) :: Exit Strategies
Antigo Grémio Operário

18h30 Mari Bley (BR) :: Arco Reflexo
Baixa / Rua Visconde da Luz

1 DEZ A última dança

O Linha de Fuga termina a sua primeira edição hoje com apresentações de oito artistas que participaram no laboratório de artes performativas e à noite com um espetáculo de dança de Thomas Hauert, no Convento São Francisco.

Antiga Igreja do Convento São Francisco
1 de dezembro, sábado, 21h30
40′ | M/6 | 5€ – comprar bilhetes

Hauert é um bailarino e coreógrafo cuja pesquisa sofisticada, baseada na improvisação sobre o movimento, tem um forte relacionamento com a música. Neste solo, ele confronta Si dolce èl tormento, de Claudio Monteverdi, mas em várias versões, com 12 Madrigali de Salvatore Sciarrino, interpretando este poema musical de amor impossível como a expressão de um conflito entre a felicidade de perseguir um ideal e o tormento de saber que esse ideal permanecerá inalcançável.

30 NOV FUÁ «a danza como un recurso para la integración social»

A Agência Efe entrevistou Federica Folco a propósito da sua participação no Linha de Fuga, onde desde segunda-feira está a dirigir um seminário  onde «… la actividad que desarrollará se centrará en la danza contemporánea, cuyo ejercicio escénico se basará en la participación de la gente, tanto de los artistas del festival como de otras personas que deseen acudir.»

Deste processo, de criação em residência, resulta a criação de FUÁ / La Lengua De Nuestras Posibilidadesque é apresentado hoje à noite, no Teatro da Cerca de São Bernardo, às 21h30, com entrada livre.

FUÁ é um trabalho em contínua reativação que permite passar pelas questões levantadas e que leva o corpo do coletivo que a cria. Com base numa partitura desenvolvida a partir de parâmetros definidos, o grupo de indivíduos que participa criará seu próprio resultado cénico que lhes permitirá experimentar em palco a insurreição do sensível e o mais primitivo e camuflado da existência humana, o desejo.

Em Coimbra, FUÁ foi criado com Alexandre Valinho Gigas, António Azenha, Bruno Caracol, João Telmo, Karina Pino e Mari Bley (Laboratório Linha de Fuga) Letícia Moro Lobo Pinto, Emiliana Marques, Rosa Prazeres, José Paulo Ribeiro, Danielle Monteiro, Cristiana Pereira, Ana Luísa Delgado e Verónica Yuquilema (participantes locais)

Programa dos últimos dias

Várias apresentações de atistas do laboratório vão acontecer nos próximos dias, em vários locais da cidade. Tomem nota!

 

28 de novembro, quarta-feira

18h00 Isabel Ferreira
Conferência Práticas artísticas eco-conscientes no Antropoceno
Uma conversa sobre o Antropoceno enquanto evento estético que se manifesta na cultura visual contemporânea através de novas referências, novos formatos, mídia e temas.
Círculo Sereia

29 de novembro, quinta-feira

20h30 Maria Paula Menezes (Centro de Estudos Sociais) conversa sobre a descolonização do olhar.
O que significam as nossas referências enquanto crianças, adolescentes e adultos num mundo cheio de símbolos.
Liquidâmbar

 

30 de novembro, sexta-feira

21h30 FESTIVAL | FEDERICA FOLCO (Uruguai) Fuá / La Lengua De Nuestras Posibilidades
Teatro da Cerca de São Bernardo

 

1 de dezembro, sábado

11h00 LAB IN FEST Nóra Barga (HU) :: Depois do Fim Antes do Começo
Ponto de encontro: entrada principal do Jardim da Sereia

12h00 LAB IN FEST Bruno Caracol (PT) :: O enxame e a multidão
Ponto de encontro: Colégio S. Teotónio (partida às 11h40 desde a Praça da República)

15h00 LAB IN FEST Sara Jaleco e Etienne Gentil (PT/FR) :: TransHumÂncia
Ponto de encontro: Antigo Grémio Operário
Rua da Ilha, 12

16h00 LAB IN FEST Sílvia Pinto Coelho (PT) :: Capricho #2 | Composition in Retrospect
Antigo Grémio Operário

16h45 LAB IN FEST Asli Bostanci (TR) :: Vaikhari
Antigo Grémio Operário

17h30 LAB IN FEST Mish Grigor (AU) :: Exit Strategies
Antigo Grémio Operário

18h30 LAB IN FEST Mari Bley (BR) :: Arco Reflexo
Baixa / Rua Visconde da Luz

21h30 FESTIVAL | THOMAS HAUERT (Suíça, Bélgica) (sweet) (bitter)
Convento São Francisco / Antiga Igreja

© Filip Vanzieleghem