30 NOV FUÁ «a danza como un recurso para la integración social»

A Agência Efe entrevistou Federica Folco a propósito da sua participação no Linha de Fuga, onde desde segunda-feira está a dirigir um seminário  onde «… la actividad que desarrollará se centrará en la danza contemporánea, cuyo ejercicio escénico se basará en la participación de la gente, tanto de los artistas del festival como de otras personas que deseen acudir.»

Deste processo, de criação em residência, resulta a criação de FUÁ / La Lengua De Nuestras Posibilidadesque é apresentado hoje à noite, no Teatro da Cerca de São Bernardo, às 21h30, com entrada livre.

FUÁ é um trabalho em contínua reativação que permite passar pelas questões levantadas e que leva o corpo do coletivo que a cria. Com base numa partitura desenvolvida a partir de parâmetros definidos, o grupo de indivíduos que participa criará seu próprio resultado cénico que lhes permitirá experimentar em palco a insurreição do sensível e o mais primitivo e camuflado da existência humana, o desejo.

Em Coimbra, FUÁ foi criado com Alexandre Valinho Gigas, António Azenha, Bruno Caracol, João Telmo, Karina Pino e Mari Bley (Laboratório Linha de Fuga) Letícia Moro Lobo Pinto, Emiliana Marques, Rosa Prazeres, José Paulo Ribeiro, Danielle Monteiro, Cristiana Pereira, Ana Luísa Delgado e Verónica Yuquilema (participantes locais)

Publicado a

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *